terça-feira, 5 de agosto de 2014

Formosa mulher... (retranca)



Formosa mulher, desejar-te,
Faz o escurecer clarear,
Dos dias amorosos, pura arte,
Porque és lampejo a me enlear...

Por suaves chamas ondeias
Como o deslizar das sereias,

São contentamentos velozes
Que enchem o quarto de nós
À vida gritando em mil vozes...

O instante é teus cachos à vista
Orvalhando a um beijo ativista!

(Miguel Eduardo Gonçalves)

2 comentários:

Luiza De Marillac Bessa Luna Michel disse...

Sensual e linda poesia POETA!

MARILÂNDIA MARQUES ROLLO disse...

Na sensualidade dos versos teus, nuances de esplêndida magia.
Bjs.
Marilândia