domingo, 23 de janeiro de 2011

AFINAÇÃO...




















Afinação...

É num tempo vibrando
Incisivo e suave
Como flores ao vento
Sorrindo

Que soam tambores
No céu já tinto
De sangue
Pintado

E à lembrança se vai
Sem horizonte ou cor
De porta em porta
A sonhar

Pelo clima sedutor
Algo assim grave
Que flui à flor da pele
Alvo cetim

E embora o rigor
E o jeito calmo e terno
É mesmo o que se quer
Sem demora

Miguel Eduardo Gonçalves


2 comentários:

marilandia disse...

"...Vibrando..." e "...Sorrindo..." "...A sonhar..." "... como flores ao vento..." - inebriantes carícias em "Afinação..."

EM CADA PALAVRA,SUTILEZA ESPARZINDO...

Beijos.
Marilândia

Serahnil disse...

Voltei para te ler, ameeeeeeeeeeeeeeeeeeei
Depois eu te email.
Bjs