sexta-feira, 29 de julho de 2011

CONCHA DA PÉROLA MAIOR
















A sutileza
Como grassa
Livre de regras
Por impulso
Como a sexualidade
Da íntima carícia
Sem espaço para mais nada
Por ser costume
Em que se ancora a fantasia
Qual cheiro que vicia
E leva a um lugar apenas
Onde a sinfonia é domada
Pela intensidade do ser

Miguel Eduardo Gonçalves

Um comentário:

Drisph disse...

Olá,
Meu nome é Adriana, sou nova autora, e gostaria de lhe apresentar o meu livro, se eu não lhes mostrar, não saberão que ele existe, aí, está, o livro que salvou a minha vida: O VOO DA ESTIRPE http://www.bookess.com/read/9059-o-voo-da-estirpe/ Um livro que demonstra a personagem com aspecto humano, e não somente pseudoheróis que nos trazem a magia da fantasia, e sim, a fantasia que nos aponta a realidade dos sentimentos. Além deste tenho mais três de poesias http://www.bookess.com/profile/adrianasph/books/
Ficarei muito feliz se prestigiar o meu trabalho, que é um fruto de amor. Adquirindo-os, você não pagará frete.
Aproveitando a oportunidade, conheça meu blog http://drisph.blogspot.com/, que funciona como um clube de novos autores, ao segui-lo você concorre a sorteios todo mês , e ainda prestigia os novos autores; juntamo-nos para sair do anonimato e mostrar, que não somos pequenos autores, e sim, desconhecidos.
Um grande abraço!
adrianavargas@hotmail.com