quinta-feira, 19 de junho de 2014

BONS FLUIDOS

foto de denis piel



Bons fluidos...

Sem mais a noite cai e eu me divido
Como ao olhar constrói-se novo dia
Quando o novo que traz vai ser vivido
Na velha intimidade que esplendia
Manchete de um momento resolvido 

Cada aroma esvoaça e não se adia
Rebrota intento raro e bem nascido 
Em pele cuja tez de luzidia 
É escuro que se torna alvorecido

E a vida, essa emoção, por indomável
Ondeia entre sonhos formidável
Delírio solitário e apaixonante

Troféu de um coração acelerado 
É fato que incandesce o meu estado 

Privado numa essência aliciante

Miguel Eduardo Gonçalves


2 comentários:

MARILÂNDIA MARQUES ROLLO disse...

Esvoaçando no teu lindo e mágico poemar, "Bons fluidos".
Bjs.
Marilândia

Luiza De Marillac Bessa Luna Michel disse...

Índice onde me perco, sob versos avassaladores de tanta beleza e estética perfeitas, parabéns POETA!!! beijos meus luiza