domingo, 7 de junho de 2009

DÉCIMOS DE CARÍCIAS
















Vem cá, delírio, sem palavras, olha
Com esses belos olhos curiosos
O estado em que me deixas a teus pés
Faz-te nascer vontade poderosa
Porque há sempre no sentir tão pleno
Ar poderoso que a certeza tem
De perceber o quanto és manhoso
Quando ignoras da paixão o brilho
Que neste sutil beijo te transmito
Privado entre os meus dedos teu prazer

Miguel E Gonçalves

2 comentários:

marilandia disse...

Décimos de Carícias// Partículas Infinitas


Vem cá, delírio, sem palavras, olha//Assim, como num eclipse
Com esses belos olhos curiosos// Eivados de essências reluzentes
O estado em que me deixas a teus pés//É solidão, mais um dia que se apaga
Faz-te nascer vontade poderosa//Querendo o mundo apenas a te divertir
Porque há sempre no sentir tão pleno// Escolhas inconcebidas, embebidas
Ar poderoso que a certeza tem//Ungida de glória
De perceber o quanto és manhoso// Ao usares magias e sortilégios
Quando ignoras da paixão o brilho//Escondido, desmaiado em tons pastel
Que neste sutil beijo te transmito//Em louca fantasia, a mais pura ironia
Privado entre os meus dedos teu prazer//Se agarrando a afundar.

Meu beijo com carinho especial.
Marilândia

Retalhos de Amor disse...

Ah, Amigo Miguel...
Que véus não cabem
E o céu habita
nestes décimos!!!

Maravilhoso sempre!!!

Beijos pra ti, Amigo...
No coração!!!
Iza