sexta-feira, 5 de junho de 2009

GESTOS DOCES - EM DUETO DE MARILÂNDIA















Coração tempere// Não basta fechar os olhos
O singular do tempo// Cuja eternidade me assusta
Onde se goze a luz// Entre promessas e delírios
Primaveril// De varais estendidos
Como o nascer do sol// Coro de vozes da alma
Percorre// Cantando comigo
O íntimo de mim// Aplaudindo a vida minha.

Miguel// Marilândia Marques Rollo

Um comentário:

marilandia disse...

Mais que GESTOS DOCES, é o mel de compartilhar na sonata de teus versos.

Beijo carinhoso.
Marilãndia