domingo, 14 de junho de 2009

Traços de Família

(Neném Davi)

Cálida pele nua de criança
Amada, gota só de luz consiste,
Que beleza em arco-íris deriva
Eclosão de flor, na terra dos sonhos...

Dormido sono de cantiga, dança,
Despertar mais puro, nenhum mal triste
Da noite: clara, estrela e tão cativa,
Fulgor será dos ares, tão risonhos.

Retrato pintado à tinta de sol,
Caricioso perfume-verão,
Florido halo, esplendor-girassol!

Recordação que não basta à ilusão,
Vejo-te reflexo sob o lençol,
Imagem da memória a prestação.

Miguel Eduardo Gonçalves

2 comentários:

marilandia disse...

"RETRATO PINTADO Á TINTA DE SOL", imagem que se perpetua na memória, a revelar toda uma fascinante estória.
Belíssimos versos numa homenagem que se eterniza .
Beijo carinhoso e tb ao homenageado.
Marilândia

Poemas e Cotidiano disse...

Que coisa linda, Miguel!
Emociona ler e reler. E pintar na mente,
o quadro. Essa poesia cheira aquele frescor,
e aquela pele de crianca!
Um beijo carinhoso
MARY