sábado, 18 de abril de 2009

HAIKAI (I)



As flores silvestres
Da relva o lago roçando
Ecoam aos olhos

Miguel Eduardo Gonçalves


6 comentários:

graça disse...

oi Miguel,seu blog é verdadeiramente lindo,parabéns.Gosto muito de poesia também por isso vou ser sua seguidora.
Saúde e Paz pra vc!

Renato Baptista disse...

A fotografia se faz por trás dos olhos se os fechamos após a leitura... e quando o abrimos, a ilustração entra em perfeita harmonia com o sentimento.....isso é saber escever haikai....um dia aprendo.
Abraços Bróder.
Renato Baptista

marilandia disse...

Renato , com bastante propriedade, expressou-se
sobre mais essa sua belíssima produção, Miguel.
Endosso, "in totum" o comentário.
Beijo com carinho.
Marilândia

Retalhos de Amor disse...

Ecoam aos olhos
Tuas palavras
Flores sempre!!!

Show, Amigo Miguel!!!

Beijos no teu coração!!!
Iza

Poemas e Cotidiano disse...

Nossa Miguel, esse esta maravilhoso!
Nunca consegui fazer um haikai. Eh preciso uma sensibilidade extra agucada.
Um beijo querido, parabens, seu blog esta muito lindo. E cheio de paz.
MARY

Beatriz Prestes disse...

A impressão que se tem, depois de ler estes versos....é que nada mais seria necessário....apenas o silêncio do contemplar saciaria!
Muito lindo Miguel meu amigo!
Bea