sábado, 11 de abril de 2009

O TEMPO VOA

Tudo tão vago
Pela janela a garoa espiava
E ia ficando escorrida na vidraça
Lá fora a vida toda sentida
Curta se via passando, só
E respirando-se
Sem gente
Nem pensamento
Esse estava aqui
Posto em ti
Em nosso jogo

Miguel Eduardo Gonçalves

2 comentários:

Luiza disse...

Poeta Querido, Miguel,
Desmedido sentir
Aspirado em versos tão únicos,
Brincando de comoção, e comovendo...
Maravilhoso poetar. Beijos
Luiza

Honestino Afonso Xavier disse...

que Deus ilumine sua vida e seu caminho..