domingo, 12 de abril de 2009

SETA CERTEIRA (Miguel e Renato)




SETA CERTEIRA


A poesia é a seta
O alvo é a musa
E és o arqueiro


O amor na mira
Arco esticado
E sempre guerreiro


Primeiro Miguel

Segundo Renato Baptista



3 comentários:

Renato Baptista disse...

Numa demonstração clara a sensibilidade que o coração manda.
Não há seta, não há alvo, então sem ira o guerreiro apenas coloca em pauta o amor que sente e por quem escreve.
Obrigado Bróder pela publicação.
Que este espaço seja um reduto de Paz e serenidade com muita luz e poesia acima de qualquer coisa.
Um abraço* desse seu Bróder aqui.
Renato Baptista

mjtauil@gmail.com disse...

Meus dois poetas masculinos preferidos, unidos num belo dueto! Aplaudo!!!!!
MjoseTauil

Tânia Regina Voigt disse...

Não importa qual seja o assunto,
Ler Miguel, e Renato junto
Não seria o céu?! - Eu pergunto.

Estou amando matar as saudades, aqui, de todos os nossos amigos!
Delícia ler vocês dois juntos, meus queridos! Beijo enorme nos corações dos dois brilhantes poetAmigos!

Tânia Regina Voigt