terça-feira, 21 de abril de 2009



INESPERADO

Dispo-me
Dos sonhos
Não dos hábitos
As pontas dos dedos sabem
Onde a língua prova o salgado
Acho-me de cor e salteado
Que está naquele ponto
O gosto só do pecado
Onde te encontro concentrada
E me perco desnorteado

Miguel Eduardo Gonçalves

6 comentários:

Poemas e Cotidiano disse...

Bom dia Miguel!
Nada como acordar com um poema tao lindo e sensual. Seus poemas sao sempre imaginados pela cabeca de quem le.
Muito lindo meu amigo!
Beijos carinhosos
MARY

marilandia disse...

Versos de onde emanam a sensualidade descrita de forma irretocável, como somente poeta com sua sensibilidade consegue se expressar.
Lindíssimo!!!
Beijo com carinho.
Marilândia

marilandia disse...

INESPERADO//INUSITADO

Dispo-me//Ansioso
Dos sonhos//Adormecidos
Não dos hábitos//Ritualizados, contumazes
As pontas dos dedos sabem//E como!...
Onde a língua prova o salgado//Néctar dos deuses
Acho-me de cor e salteado// Tamanho o desejo
Que está naquele ponto// Sabor inebriante
O gosto só do pecado// Onde nos saciamos
Onde te encontro concentrada//Delirante, extasiada
E me perco desnorteado// Embevecido,estonteado

Beatriz Prestes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Retalhos de Amor disse...

Perco-me
Nas nuances todas
Cores tantas
Pronunciadas
... Sentidas!!!

Aplausos...
E muitos, meu Amigo!!!

Beijos pra ti...
No coração!!!
Iza

Miguel Eduardo Gonçalves disse...

Novamente encontro um comentário deletado da Sra. Beatriz Prestes, que, diga-se de passagem, somente conheço virtualmente, há muitos anos. Faz questão a comentarista de deixar subentendida alguma insatisfação. Muito estranho isso, pois pesquisando nos mais de mil comentários que foram feitos em meus escritos por ela, nada há que indique ser ela além de uma pessoa bastante generosa com as palavras nos sempre rasgados elogios que teceu a mim e aos meus escritos.
De fato fica patente a esquisitice do ato, pois deixa o rastro, para que todos saibam que passou por aqui, e por motivos pessoais sumiu com seus dizeres, sem que se saiba o porquê!
Nada questiono, faça como quiser a tal pessoa, mas não posso me privar desta manifestação, por óbvio, pois a coisa acontece em meu blog, extensão da minha casa.
Terá dito a Sra. Beatriz Prestes o que não devia? Fica o questionamento.

Miguel Eduardo Gonçalves-